segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Sistema de compensação - Nem só de vômito vive a Mia

Olá!

Acredito que todas aqui saibam que eu sou bulímica na verdade (por isso tenho tanta dificuldade em seguir dieta e me manter no peso) e que ao contrário do que a Ana tenta me dizer, eu acabo comendo por que gosto de comer. É fato! Mas claro que eu consigo me manter na linha com a Mia.

O que acho que quase ninguém nota é que nem só de vômito vive a Mia.

O que é afinal a Bulimia?

A bulimia ou bulimia nervosa é um transtorno alimentar caracterizado por períodos de compulsão alimentar seguidos por comportamentos não saudáveis para perda de peso rápido como induzir vômito (90% dos casos), uso de laxantes, abuso de cafeína, uso de cocaína e/ou dietas inadequadas. Outros métodos para perder peso podem envolver o uso de diuréticos, estimulantes, jejum de água ou exercício físico excessivo.A maior parte das pessoas com bulimia tem peso corporal normal. A bulimia está muitas vezes associada a outros distúrbios mentais como depressão, transtornos de ansiedade e problemas como a toxicodependência ou o alcoolismo.

Formas de miar

  • Vômito
  • Remédios (laxantes, diuréticos, remédios para tratar obesidade, anfetaminas, etc.)
  • Suplementos alimentares (cafeína e termogênicos)
  • Drogas (principalmente a cocaína e anfetaminas)
  • Dietas inadequadas 
  • Jejum (de comida e/ou água)
  • Exercício físico excessivo
Meu modo Mia

Meu modus operandi acaba sendo o esquema de compensação. Nele eu acabo usando vários métodos conforme necessidade. 
No meu dia a dia, uso o Orlistate (medicamento que impede a absorção de 30% de gordura pelo organismo através da quebra da enzima lipase) e o Chá Verde (diurético e termogênico). Já usei o Ácido Linoléico e a Quitosana, mas estou em pausa por achar que já está demais e estar tendo resultados sem eles. Caso haja necessidade, óbvio que voltarei a usar. Diuréticos e laxantes, faço o uso conforme acredito estar inchada (inchada é diferente de gorda, ok?). 
Dietas, Oh God! Vivo de dieta quebrada por jacadas, mas evito muito vomitar (citarei riscos da prática mais abaixo), mas admito que exagero nos exercícios físicos. 

Como funciona o sistema de compensação?

Nesse método vale tudo, desde que você consiga ao menos zerar o saldo. Como eu sou uma porca gorda que gosta de comer e quero secar, acabo seguindo essa regra quando eu dou uma jacada.

Para o saldo:

Calorias Consumidas – Calorias Gastas = Saldo Calórico.

Exemplo: Consumi 600kcal hoje. Quero comer um pedaço de torta de 400kcal, e sair da dieta, devo compensar com exercício para zerar essa cota extra.

Calorias consumidas = 1000Kcal

Exercício realizado: (1 hora de subida de escada em ritmo forte) = - 1000Kcal

1000Kcal consumidas -1000Kcal gastas = 0.

Sim, Ana! E agora? Se zera quer dizer que vou manter meu peso?

Não! Você ainda tem o saldo negativo. Isso acontece porque o corpo humano gasta calorias só em estar vivo. Para funcionamento dos órgãos e funções vitais, o corpo gasta (lembrando que em repouso) de 1200 a 1400 calorias/dia para mulheres e 1800 a 2000Kcal para homens (queria muito ser homem agora)!

Beleza, Ana! E isso quer dizer que...

O saldo é negativo sempre se você zera o seu saldo. Mas esse fato deve permanecer esquecido para sua própria segurança. Essas calorias consumidas sem fazer nada são calculadas Taxa de Metabolismo Basal.

Para saber quantas calorias o seu corpo é capaz de gastar em repouso, ou seja, sem atividade física, e, consequentemente, descobrir qual deve ser o seu limite máximo de consumo calórico a cada dia, basta descobrir qual é a sua taxa metabólica basal.

Calcule a sua aqui: http://www.calculator.net/bmr-calculator.html

E onde está a compensação?

Simples: No gasto de calorias. É mais importante até gastar que não ingerir.

Confira o gasto energético de atividades: http://bemstar.globo.com/index.php?modulo=avaliacao_fisica_gasto2

Afinal, esse método é Mia ou é Fit?

Ao contrário do que se pensa, o mundo fit tem bastante caso de pessoas com Bulimia. Se manter no peso para manter as categorias de competição esportiva influencia bastante na dieta dos competidores e no psicológico dos atletas. Há exigências de todos os lados: treinadores, patrocinadores, próprio atleta, etc.

E por que você simplesmente não mia (vomita), Ana?

Já disse aqui que sou ex atleta. Não conheci a Mia a toa. Sei muito bem os riscos que corro, e tento ao máximo evitar vomitar. Os efeitos colaterais são visíveis:

  1. Gengivite e corrosão do esmalte dos dentes e massa dentária: seus dentes irão ficar sensíveis e encolher.
  2. Mau hálito: o suco gástrico corrói as paredes do seu esôfago, causando pequenas feridas, que em processo de cicatrização exalam o terrível odor.
  3. Inflamação constante das vias respiratórias e digestivas: viver com dor de garganta pode ser consequência. 
  4. Desidratação e ressecamento da pele, com constipação sintomática: sim, seu corpo perde água. E a desidratação é refletida na pele, cabelos e nas fezes (reconsidere caso você sinta dificuldade de ir ao banheiro). 
  5. Má absorção de nutrientes: não precisa nem comentar, né?
  6. Arritmia cardíaca: não só vomitando, mas a soma de fatores causa isso - remédios + exercícios + falta de nutrientes e desidratação.
  7. Mal funcionamento dos rins: consequência da desidratação
  8. Fadiga: consequência da má absorção de nutrientes e arritmia. 
Conclusão

Nem só de vômito vive a mia. Ser um bulímico é muito mais complexo do que só vomitar. Se eu vomito? Sim, mas evito. Quando o desespero bate, é obvio que chamo a mia sem nem pensar. Tenho os dentes sensíveis, estômago sensível, dificuldade de ir ao banheiro, meus exames sempre apontam alguma deficiência de nutrientes. Quando abuso nos exercícios, meu coração dispara (cafeína e chá verde, gente, faz isso), e meus rins não funcionam tão bem (bebo pouca água e costumo reter líquido).

Se vomitar vale a pena? Se valesse realmente, eu não evitava. 

8 comentários:

  1. Oi Ana
    Me vi em varias coisas citadas. Como o laxante ( que faz muito tempo mas ja tomei) chas e a ansiedade fervorosa que não me deixa.
    É bom observar para saber onde vc esta errando e ir ajustando tudo.
    Obrg por sempre deixar otimas dicas
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nath,

      Muito obrigada pela sua visita e seu comentário!
      ;*

      Excluir
  2. Seu post foi bem interessante porque muita gente acha que Bulimia é realmente só vomitar. Eu passei poucas fases da minha vida vomitando. Tomava (e ainda tomo as vezes) muito laxante, e o excesso de exercícios físicos sempre foi meu real ponto fraco.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que muita gente repensará no que realmente tem.
      Obrigada pelo comentário
      ;*

      Excluir
  3. Eu evito isso... Estou a anos sem cair nela... Pq vicia, envolve e machuca... O psicológico fica todo destruído :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sei bem o que você quer dizer. Quanto mais eu fujo, com mais força ela me puxa de volta. Eu já me destruí uma vez, deu trabalho para retomar, mas aqui estou, firme e forte, lutando contra.
      Obrigada pelo comentário!
      ;*

      Excluir
  4. Ana,
    Surgiu uma dúvida enquanto eu lia seu post, se importa se eu perguntar aqui? (Se quiser, não precisa responder) Por que os bulímicos tomam cafeína em excesso? É só para o aumentou do metabolismo ou é como forma de "encher a barriga e pular refeições"?

    Você comentou no meu blog (eu tive que deletá-lo e criar outro porque não estava me entendendo com o blogspot, então fui para o wordpress) sobre esse Sistema de Compensação. Eu não o conhecia, ou pelo menos nunca tinha lido um texto tão bem esclarecido. Achei bem interessante e salvei seu blog para passar a acompanhá-lo.

    Ah, e você era atleta de que? Fisioculturismo?

    Um beijo, V.
    https://aborboletavalentina.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valentina, tudo bem?
      A cafeína é estimulante, não só uma substância termogênica. Ela dá disposição para quem passa períodos de inanição.
      Eu era ginasta. Atualmente corredora amadora.
      Obrigada pela sua visita!
      ;*

      Excluir

Deixe seu comentário! Seu apoio é importante nessa jornada!